Deixa que eu conto

Não posso deixar de começar esse post dizendo que meu fofurômetro quase explodiu quando conheci esse projeto. O Deixa que eu conto é um podcast diário criado pela UNICEF para crianças e suas famílias.

Os programas podem ser baixados gratuitamente. Cada um é dividido em quadros com contação de história, músicas e brincadeiras, entre outros. Você encontra os programas no site do projeto, no Spotify e no Youtube. No site do projeto, há uma sugestão dos programas serem baixados e editados para que sejam veiculados por rádios em todo o Brasil. O importante nesse momento tão estranho de nossas vidas é compartilhar histórias boas!

Atualmente estou em sala de aula como Professora de Desenvolvimento Infantil. Acho super importante contar histórias para as crianças nessa faixa etária. Mas, confesso que sou péssima contando história. As crianças são tão maravilhosas que fingem muito bem que gostam kkkk

Se você tem essa mesma dificuldade, esse é um ótimo projeto para te ajudar no seu dia a dia em sala de aula e também para qualquer pessoa que tem crianças por perto.

Como sobreviver nas redes sociais

Rede social não é só fazer a postagem e esperar os likes. Você também consome o conteúdo de outras pessoas. E como você analisa esse conteúdo? Como você protege suas informações?

Calma. A DW criou uma playlist no Youtube chamada Como sobreviver nas redes sociais. São vídeos bem legais que vão te dar várias dicas. Nela você vai encontrar os seguintes títulos:

Assista aos vídeos e compartilhe para que outras pessoas tenham acesso a essa informação.

Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio

Esse é um assunto delicado, mas precisamos falar dele. Segundo a Organização Mundial da Saúde ( OMS ), a cada 40 segundos, uma pessoa tira a própria vida. No geral, são cerca de 800 mil pessoas que morrem por suicídio a cada ano, número que supera o de mortes por malária, câncer de mama, guerra ou homicídio, diz a agência da ONU em relatório. Esse é um assunto delicado, mas precisamos falar dele. Segundo a Organização Mundial da Saúde ( OMS ), a cada 40 segundos, uma pessoa tira a própria vida.

Trouxe apenas esses dados, mas você pode se aprofundar no assunto lendo a matéria Suicídio é um comportamento multifatorial que pode ser precedido de sinais, dizem especialistas do jornal O Globo.

Se você, profissional de educação tem interessem em trabalhar esse assunto na sua instituição de ensino, a Secretaria da Educação do Estado de São Paulo, em seu canal no Youtube, oferece alguns vídeos bem curtos, mas muito relevantes sobre o assunto.

O CVV (Centro de Valorização a Vida) também oferece vídeos em seu canal no Youtube que ajudam a identificar sinais em pessoas que precisam de ajuda.

Precisamos estar mais atentos a esse assunto e começar a salvar vidas.