Minhas leituras em 2020

Se você me acompanha aqui no blog a algum tempo, já sabe da minha paixão pela leitura. Em janeiro de 2018 eu escrevi o post Dicas de leitura para as férias (ou para o resto da vida!), onde eu trazia uma lista com vários livros e dizia que minha meta para 2018 seria ler todos os livros daquela lista. Consegui? Não, mas isso não quer dizer que eu não tenha lido muito naquele ano. Daquela lista, li 4 livros, mas muitos outros foram aparecendo no caminho.

2019 foi o ano em que menos li nos últimos tempos. Foram somente 9 livros. Em 2020 consegui melhorar um pouco esse número, já que foram 12 livros. Em 2021, eu quero não só aumentar a quantidade de livros, mas principalmente a qualidade da leitura. E é claro, compartilhar tudo com vocês. Normalmente as postagens sobre livros acabam sendo feitas no meu perfil do Instagram, mas vou procurar trazê-los para cá de alguma forma também.

Como eu não quero ler sozinha, lancei no dia 1 de janeiro a campanha #LeituraDeProfessorNasFerias, que você pode conferir nessa postagem aqui do blog. Nela eu explico direitinho como você pode participar dessa campanha de incentivo não só a leitura, mas a aquisição de conhecimento.

Está sem ideia de qual livro ler? Fica tranquilo! Vou compartilhar com vocês os livros que li em 2020 para ajudar na sua escolha. Lá no meu perfil do Instagram, eu tenho dois destaques com muita dica de leitura também. Aproveita e me segue lá também :)

E você? Quantos livros leu em 2020? Compartilhe com a gente nos comentários qual foi sua leitura favorita.

Bill Gates: Professores precisam de verdadeiro feedback

Em 2015, eu tive a oportunidade de participar do curso de Gestão de Sala de Aula oferecido pela Elos Educacional em parceria com a Fundação Lemann. Era meu primeiro ano como professora do Ensino Fundamental I e participar desse curso de ajudou muitíssimo.

Além do conteúdo que devia ser estudado, precisávamos aplicar algumas das lições aprendidas e fazer uma gravação dessa aplicação para que ela pudesse ser avaliada. Se não me engano, eram três gravações que precisavam ser enviadas. O feedback vinha logo e era muito interessante ter uma pessoa, mesmo que virtualmente me monstrando onde eu podia melhorar. Eram detalhes que eu não tinha percebido e nunca pensaria sozinha em mudar.

Na última sexta feira, tive a oportunidade de ouvir uma fala do Pablo Sales, CEO da Kanttum, sobre a importância do feedback para o professor. Achei muito importante essa fala, pois já percebi na prática que os resultados são muito positivos. O Pablo mencionou um TED do Bill Gates intitulado “Professores precisam de verdadeiro feedback”. Aproveitei então pra contar minha história e compartilhar com vocês esse TED que achei muito motivador.

Professor, você não precisa fazer tudo sozinho, procure ajuda, aceito os conselhos que seus colegas tem pra lhe dar. Não ache que há um complô pra roubarem sua aula. Quando nós aceitamos ajuda e melhoramos nosso trabalho, quem ganha são nossos alunos ao receberem uma educação com melhor qualidade. #PenseNisso.

Professor, recarregue suas energias!

Você que é professor ou que de alguma forma trabalha com educação, sabe que dificilmente conseguimos nos desligar do trabalho. Podemos não estar dentro da escola, mas ela está dentro de nós o tempo todo.

Estamos sempre lendo um livro, artigo ou noticia sobre o assunto, procurando cursos, workshop ou palestras, desbravando as redes sociais em busca de novidades. Nossa cabeça está o tempo todo ligada no assunto educação. Isso é bom? Depende, tudo em excesso é prejudicial. Precisamos também ter momentos para se desligar e relaxar um pouco.

Pensando nisso, a equipe sensacional da Fundação Lemann criou o Guia Tchau, 1º Semestre, com várias dicas para você relaxar e cuidar um pouquinho de si mesmo.

Você encontra no Guia:

  • Hora do balanço
  • Pausa para desconectar
  • Playlist para relaxar
  • Dicas para curtir a folga

Eu já estou ansiosa para colocar todas essas dicas em prática! E você, quais são suas dicas para relaxar? Compartilha com a gente nos comentários.