Rei da Matemática

Estava em busca de jogos para serem usados na disciplina de matemática quando me deparo com o Rei da Matemática. Ele é apresentado em duas versões: gratuita e paga. Bom, no momento só teste a versão paga que traz problemas de Adição, Subtração e o Combinado I. Eu achei super divertido (imagina os alunos então…). Por exemplo, ele apresenta uma conta e você precisa acertar qual é o resultado o mais rápido possível para não perder muitos pontos. A versão paga, além do que é apresentado na versão gratuita, trás também problemas de Multiplicação, Divisão, Aritmética, Geometria, Frações, Potências, Estatística, Equações e o Combinado 2.

O Rei da Matemática está disponível na App Store

TuxMath

Jogo educativo que permite praticar operações aritméticas simples como adição, subtração, multiplicação e divisão. O jogo é uma espécie de Space Invaders no qual os extraterrestres foram substituídos por meteoros acompanhados por cálculos matemáticos. Para destruir os meteoros, terá de resolver os cálculos antes que estes cheguem ao solo.

Tux, a mascote do sistema operativo Linux, é o personagem principal e controla um raio Laser capaz de destruir as enormes bolas de fogo, mas para isso precisa de responder corretamente às questões. No início o jogo é fácil, mas o TuxMath torna-se mais complicado à medida que começam a surgir cálculos com números negativos e variáveis.

Para fazer o download clique TuxMath.

Brasileiro cria aplicativo que ensina matemática para crianças deficientes visuais

Henderson Tavares de Souza, aluno de mestrado na Unicamp e professor de informática desenvolveu um aplicativo que ajuda crianças deficientes visuais a aprender matemática. Chamado de MiniMatecaVox, o app é voltado para alunos de 6 anos do ensino fundamental e oferece atividades de matemática, inclusão digital e recreação.

A metodologia de ensino do software sugere diferentes formas de utilização dos recursos em 20 aulas. Cada uma dura em média duas horas e reúne 15 atividades. De acordo com o desenvolvedor, o software deve ser utilizado como recurso complementar às aulas para que o aluno seja capaz de realizar as mesmas atividades propostas num livro didático recomendado pelo Ministério da Educação.

“Identificamos por meio de pesquisas na literatura científica e avaliações nas instituições de ensino regular e especializado que há uma carência muito grande na área de matemática para o aprendizado de crianças deficientes visuais. Surgiu então a nossa proposta de aprimorar o ensino da matemática para essas crianças. Existem muitas pesquisas e iniciativas voltadas para o ensino de deficientes visuais, mas a maioria delas é focada no ensino superior, para o desenvolvimento de atividades de matemática mais complexas”, justificou Henderson.

O projeto utiliza o sistema operacional Dosvox, plataforma idealizada por Antônio Borges, professor da UFRJ, que permite que deficientes visuais desempenhem diversas tarefas por meio do computador. O sistema interage com o usuário por voz e possui mais de 80 aplicativos, entre eles formatador para o sistema braille, dicionários, caderno de telefones, agenda, jogos diversos, navegador de Internet, correio eletrônico, leitor de telas e livros.

Fonte: IMasters

Matific

MatificAtualmente sou professora do 2º ano do Ensino Fundamental e as aulas que mais gosto são as de matemática. Acho que essa minha preferência se dá por eu sempre gostar de matemática, mas não ter tido professores muito bons. A única professora boa que tive em matemática foi a professora Fátima no Sesi de Santo Anastácio – SP, que meu deu aula da 6ª a 8ª série. Então, hoje eu faço o possível para que meus alunos gostem de matemática e aprendam o máximo possível. Sempre que vejo algum software que auxilia o ensino da matemática eu corro pra saber mais sobre ele.

Há um tempo atrás, encontrei o Matific. Fiquei um bom tempo testando os jogos para escrever esse post kkkk. Eu gostei bastante e não vejo a hora de testar com meu alunos. Para acessar é simples, é só fazer um cadastro como aluno, professor ou responsável. Eu fiz como professor, então foi solicitado nome da escola e a criação de uma turma onde informei o ano e qual o livro está sendo usado. A informação do livro e conteúdo pode ser alterada a qualquer momento.

Achei os jogos bem atrativos e divertidos, ideais para fixar melhor o conteúdo já ensinado em sala de aula. As atividades oferecidas gratuitamente vão do Jardim de Infância ao 6º ano. O site pode ser acessado por um computador convencional ou ser instalado em sistemas como Android e Mac OS