Miradas – Observação do brincar livre

Eu estava aqui pensando em algo como uma indicação para o final de semana (se você não está lendo na sexta feira, já deixa essa dica anotada para o próximo). Foi aí que me lembre de um e-mail falando sobre o documentário Miradas.

O que o brincar livre e espontâneo das crianças nos revela? Como observá-lo de forma viva? 

Motivado por essas perguntas, o Território do Brincar convidou oito pesquisadores – Beatriz Olival, Elisa Hornett, Gabriel Limaverde, Lia Mattos, Reinaldo Nascimento, Renata Meirelles, Sandra Eckschmidt e Soraia Chung Saura – que durante um ano realizaram um trabalho de observação do brincar livre de crianças em diferentes contextos. Parte do resultado desse processo é o filme Miradas.

O documentário registra como foi o processo de cada pesquisador ao adentrar nos gestos, narrativas e paisagens do brincar por meio da fenomenologia de Goethe. (Fonte: e-mail de divulgação)

Eu acabei de assistir esse documentário e fiquei fascinada, principalmente em relação a reação dos adultos após essa experiência. Infelizmente, muitos adultos ainda não entendem o que é o brincar para a criança e como ele funciona.

Além da reação dos adultos, o que mais me chamou a atenção foi ver crianças com deficiência visual brincando. Sim, era um preconceito que eu tinha. Acho que eu nunca parei pra pensar na brincadeira da criança com algum tipo de deficiência. Graças a esse documentário, eu mudei minha visão em relação a isso.

Você encontra o documentário Miradas na plataforma Videocamp em três versões:

Anúncios

Primeiro desenho animado totalmente em Libras é lançado no YouTube

Amo essas iniciativas de pessoas que conseguem enxergar as necessidades dos outros. Eu mesma nunca tinha percebido que não haviam desenhos animados em Libras. Mas não é só colocar legenda? É uma alternativa, mas se temos vídeos dublados em português, porque não ter desenhos animados já criados totalmente em Libras?

O canal Min e as mãozinhas foi criado por  Paulo Henrique dos Santos, que trabalha com animação há sete anos e que já participou da produção de desenhos como “Turma da Mônica” e “Sítio do Pica-pau Amarelo”. Ele teve a ideia quando precisou se comunicar com uma pessoa surda, mas não conseguiu. Em cada um dos capítulos, serão ensinados cinco sinais de libras. Até o momento, o canal oferece 5 vídeos e precisa de patrocínio para que a produção continue.  O conteúdo é voltado para crianças de três a seis anos e tem o objetivo de educar e mostrar que as crianças surdas também se divertem e têm as mesmas necessidades daquelas com a audição preservada.

Eu fiquei encantada com a qualidade da produção e de como os sinais são apresentados. Vai atender não só a necessidade dos surdos, mas também a nossa, a de ouvintes que precisam se comunicar com o outro. É uma ótima ferramenta para apresentarmos a lingua de sinais para nossas crianças desde bem pequenas.

Canal no Youtube com receitas em língua de sinais

Fiquei tão emocionada ao acessar esse canal no Youtube com receitas em língua de sinais. É aquele tipo de iniciativa que a gente sabe que pode ajudar a melhorar a vida de várias pessoas. A Débora que é interprete de Libras e o Felipe que é psicólogo, são os criadores do canal Chef Cenoura. Nesse canal você encontrará receitas como Leite de Amêndoas, Suco Verde e Crepioca que é o vídeo que você pode assistir no final dessa postagem.

Achei a iniciativa muito interessante pois os vídeos são feitos de forma bem interessante. Dá até vontade de correr pra cozinha e fazer a receita. Eu sempre achei o assunto Receitas Culinárias muito rico para ser trabalhado em sala de aula. Pensou que legal você criar com seus alunos um canal de receitas no Youtube? E se ele também tivesse pelo menos algumas receitas em Libras? Ou em inglês? Assista o vídeo abaixo, se inspire e depois venha contar pra gente a sua experiência.