EyeFy – Leitura de textos para pessoas com dificuldade visual

O EyeFy é um aplicativo desenvolvido no brasil, que tem como objetivo auxiliar a vida de pessoas com algum problema de visão. Utilizando técnicas avançadas de inteligência artificial e aprendizado de máquina para reconhecer textos e efetuar a leitura deles em voz alta, permite maior autonomia não só para pessoas com problemas de visão, como também para aquelas não alfabetizadas.

De acordo com Jonathan Santos, criador do aplicativo, a principal motivação para o desenvolvimento do app foi a chegada ao Brasil de um sistema que, a partir de uma câmera acoplada na armação do óculos, faz a leitura de textos e identificação de objetos para pessoas cegas ou com baixa visão. O problema é o preço: ao pesquisar sobre, Santos descobriu que o sistema custava R$ 19 mil para ser instalado. Isso fez com que Jonathan criasse um aplicativo que atua de forma parecida a esse sistema, mas de forma mais inclusiva. Por isso, Jonathan garante que o EyeFy será para sempre um aplicativo gratuito, sem propagandas, e que não necessita de uma conexão com a internet para funcionar.

O funcionamento dele é bem simples: ao executar o programa, o app acessará a câmera do celular e então é só apontar a lente para o texto desejado, segurando o dedo sobre a tela por alguns segundos. Ao soltar o dedo, o aplicativo reconhecerá o texto no quadro e o lerá em voz alta. O EyeFy já está disponível para download na Play Store.

Fonte: Canaltech

Anúncios

Árvore de Livros

A Árvore de Livros é a maior plataforma de leitura digital para escolas do Brasil, além de ser um serviço de apoio pedagógico completo. Os professores podem acompanhar de perto a leitura efetiva de seus alunos com as ferramentas disponíveis, como os relatórios por turma, os gráficos e o gerenciamento do acervo. Ainda é possível sugerir livros e atividades, tudo isso dentro da plataforma. Assista ao vídeo e saiba mais.

Khan Academy Kids

O Khan Academy já é o queridinho de muitos professores. E para nossa alegria, a ferramenta é constantemente melhorada. A última novidade é o Khan Academy Kids, para crianças con idade de 2 a 5 anos. O foco são as áreas de matemática, ciências, leitura, estudos sociais, dentre outras. Há também atividades voltadas à criatividade, como desenho e contação de histórias.

“Como pai, eu já passei pela fase ‘Ok, eu quero que meu filho aprenda de tudo’”, disse Sal Khan, presidente da emp01resa e pai de três crianças. “O problema é que existem muitas opções para muitos temas”. O Khan Academy Kids disponibiliza tudo em um só espaço e é desenhado a se adaptar ao ritmo de aprendizado da criança.

Os conteúdos foram elaborados por educadores de acordo com o currículo nacional dos Estados Unidos e está todo em inglês. Mas fiquem tranquilos, tenho certeza de que logo logo a Fundação Lemann vai traduzir todo o conteúdo para o português.

Livro – Desafios reais do cotidiano escolar brasileiro

O livro Desafios reais do cotidiano escolar brasileiro trás 22 dilemas vividos por diretores, coordenadores e professores em escolas de todo o Brasil. O livro foi produzido pelo Instituto Península e pela professora Katherine Merseth, da Universidade de Harvard.

Quem procura respostas e receitas sobre o que fazer pode ficar desapontado. O ponto forte da obra organizado pela professora de Harvard é oferecer boas perguntas e desenvolver consensos. Seguindo o método de instrução de caso, as experiências estão divididas em quatro categorias (aspectos internos, aspectos externos, pautas identitárias e equidade). Ao longo da leitura, é fácil dizer “isso já aconteceu comigo, na minha escola ou na minha aula”.

Ainda nãi li o livro, mas com certeza já está na minha lista. Dos 22 dilemas, me chamaram atenção:

  • Adequação de alunos à escola de tempo integral
    55 Bullying em sala de aula e a postura do professor
  • Desafios do ensino inovador na Educação Infantil
  • Quando professor e aluno têm visões de mundo conflitantes
  • O significado do zero no boletim: quem falhou?