Índio Educa

indioNo dia 19 de abril será comemorado o dia do Índio. Se você querido professor precisa de uma material diferente sobre esse tema, seus problemas acabaram! O site Índio Educa trás conteúdo sobre índios e o melhor, feito por índios.

No site Índio Educa, é possível encontrar artigos sobre diferentes etnias e tribos brasileiras, todos escritos por indígenas. São registros sobre aspectos e fatos históricos e cotidianos, que podem ser consultados livremente e permitem construir uma nova versão dos fatos que nos trouxeram até aqui.

De acordo com os criadores da iniciativa, o principal objetivo do projeto é empoderar o indígena para o diálogo e acabar gradualmente com o preconceito.

Professor cria aplicativo para ensinar sobre a cidade de São José do Rio Preto – SP

Que as crianças de hoje em dia não largam o celular e o tablet não é novidade para ninguém. Em muitos casos eles conseguem manusear o aparelho melhor que os próprios pais. Aproveitando esta facilidade em utilizar aparelhos eletrônicos, um professor de São José do Rio Preto criou um App para ensinar sobre a cidade de São José do Rio Preto, que completou 165 anos no dia 19 de março. Leandro Ferreira é professor do 4º ano D da EM Regina Mallouk. O aplicativo traz dados sobre o município, informações sobre a bandeira e o hino. Grande fã de Sílvio Santos, o professor criou um game paródia com perguntas e respostas chamado Show do Rio Pretão, baseado no programa de TV apresentado por Sílvio Santos.

O aplicativo faz parte do projeto Rio Preto Virtual que apresenta informações sobre a cidade para os docentes trabalharem em sala de aula. Na EM Profª Regina Mallouk os alunos dos 4ºS anos utilizam o aplicativo nas aulas de história.  Eles respondem as perguntas para avaliarem o que aprenderam sobre a cidade. As crianças demonstram grande interesse em aprender com o celular. Na escola o uso dos aparelhos é proibido, mas liberado para finalidades pedagógicas em atividades especiais.

“A utilização de recursos digitais torna a aprendizagem mais significativa para os nativos digitais. A escola do século XXI deve despertar na criança a vontade e o interesse em aprender. Utilizar somente o giz e a lousa é um grande retrocesso. É necessário uma quebra de paradigmas na escola. Os alunos podem aprender com games, aplicativos, vídeos e desenhos animados. O professor deve utilizar ferramentas que façam as crianças pensarem, colaborarem e compreender o mundo a sua volta”, explica o professor.

O aplicativo está disponível gratuitamente para Android na loja Google Play.

Contato: Leandro Ferreira (17) 988260543

Qual o limite de uma selfie?

velórioNesse final de semana ao navegar pela internet, me deparei com um ensaio fotográfico feito pelo artista israelense Shahak Shapira. Esse artista reuniu fotos tiradas por turistas no Memorial do Holocausto em Berlim. O projeto de Yolocaust, uma mistura do acrônimo YOLO — de “you only live once” ou “você apenas vive uma vez”, mostra como as pessoas perderam o respeito pelo outro e que só se importam com uma bela pose.

Ao ver essas fotos, me lembrei de um fato muito parecido que aconteceu em 2014 no vel´ório do então candidato a presidência Eduardo Campos. Uma senhora para com um sorriso enorme em frente ao caixão e tirou uma linda selfie para mostrar através de suas redes sociais que ela estava presente no velório de uma pessoa famosa.

E o que está acontecendo naquele momento em que a selfie está sendo tirada? E o que aconteceu no passado naquele local? E o respeito? Será falta de conhecimento da nossa história e da história do outro? O que a escola tem feito sobre isso? O que as famílias tem feito sobre isso?

Enfim. Olhas essas fotos me fez refletir sobre muitas coisas. Sou apaixonada por redes sociais, adoro postar fotos de lugares onde vou, mas a partir de hoje vou pensar melhor sobre as fotos que tiro.