Plano de aula gratuito para trabalhar sobre notícias falsas

Já postei alguns materiais aqui no blog que auxiliam no trabalho contra as famosas Fake News. Mas, eu sempre digo, material de apoio sobre notícias falsas nunca é demais não é mesmo?

O Instituto Poynter, entidade norte-americana sem fins lucrativos que promove o ensino do jornalismo, desenvolveu um plano de aula que explica princípios da verificação de fatos e está disponível em 11 idiomas. A versão em português foi produzida pela Agência Pública, que mantém o projeto de fact-checking Truco.

O plano de aula pode ser baixado gratuitamente clicando aqui. Ele foi criado para ter duração de 75 minutos, ideal para uma aula dupla. Fazem parte do plano de aula um folheto de 4 páginas, uma animação de 2 minutos e outras atividades que são destinadas ao Ensino Médio.

Tem alguma dica de atividade para combater notícias falsas? Compartilha com a gente nos comentários dessa postagem.

Fonte: Porvir

Anúncios

reZOOM – Letramento Midiático + Curadoria de Notícias

O reZOOM é uma plataforma digital de letramento midiático e curadoria de notícias para um público muito especial: jovens que começam a ampliar suas noções de cidadania e estão conectados a todas as redes. O objetivo é auxiliar na forma como filtramos tantas notícias que recebemos a todo momento por meios diferentes. A plataforma trabalha as habilidades do campo jornalístico-midiático previstas na Base Nacional Comum Curricular (BNCC), desenvolvendo um olhar crítico na nova geração de leitores.

A plataforma oferece:

Fora Fake News: jogos e atividades para preparar a nova geração de leiotres, em meio à explosão de fake news. Workshops e projetos sobre jornalismo para escolas.

Curadoria de notícias: seleção de notícias, usando linguagem e visual pensados para o público adolescente. Filmes, playlists de músicas e vídeos para amplicar a informação.

Gamificação: área interativa em que o aluno é protagonista. A partir da nótícia do dia, ele atua como jornalista e vivencia as responsabilidades de quem dissemina a informação.

A plataforma me foi apresentada pelos jornalistas Daniela Machado e Vinícius Pinheiro, idealizadores do projeto. Eles foram muito atenciosos e me explicaram direitinho como funcina. A plataforma é bem recente e eles estão procurando escolas que queiram conhecer a plataforma, ajudando no aperfeiçoamento da mesma.

Dicas em quadrinhos para fugir das Fake News

Com certeza você já encontrou várias dicas na internet de como identificar notícias falsas que se propagam pelas redes sociais e grupos de WhatasApp. Mas, material sobre o assunto nunca é demais. A Aos Fatos, em parceria com a IFCN (International Fact-Checking Network), produziram uma história em quadrinhos que apresenta de forma bem interessante 7 dicas para verificação de notícias. A história de “Fábio Fato não dá mole para notícias falsas”, além do português, pode ser encontrada também em 
inglês, francês, italiano e suaíli.

Achei bem interessante o material, pois acaba sendo mais atraente para os alunos. Ao invés de apresentar esse material, você pode pedir para que os alunos criem sua própria história em quadrinhos sobre o assunto.

Na Finlândia, o combate às Fake News vem dos jornais tradicionais

No último domingo, o Fantástico exibiu a matéria intitulada “Finlândia, país imune às fake news graças aos jornais tradicionais.” O título me chamou muito a atenção e é claro que eu assisti para entender melhor. Na Finlândia, os jornais impressos tem muita credibilidade, ao contrário do que acontece no Brasil. As escolas fazem um trabalho bem interessante com as crianças, que replicam o aprendizado em casa. Em São Paulo, escolas também já fazem esse trabalho específico sobre o assunto. Como já dizia Ayrton Senna:

Se a gente quiser modificar alguma coisa, é pelas crianças que devemos começar. Devemos respeitar e educar nossas crianças para que o futuro das nações e do planeta seja digno.”

Segue o vídeo para que vocês possam fazer sua própria reflexão.