Miradas – Observação do brincar livre

Eu estava aqui pensando em algo como uma indicação para o final de semana (se você não está lendo na sexta feira, já deixa essa dica anotada para o próximo). Foi aí que me lembre de um e-mail falando sobre o documentário Miradas.

O que o brincar livre e espontâneo das crianças nos revela? Como observá-lo de forma viva? 

Motivado por essas perguntas, o Território do Brincar convidou oito pesquisadores – Beatriz Olival, Elisa Hornett, Gabriel Limaverde, Lia Mattos, Reinaldo Nascimento, Renata Meirelles, Sandra Eckschmidt e Soraia Chung Saura – que durante um ano realizaram um trabalho de observação do brincar livre de crianças em diferentes contextos. Parte do resultado desse processo é o filme Miradas.

O documentário registra como foi o processo de cada pesquisador ao adentrar nos gestos, narrativas e paisagens do brincar por meio da fenomenologia de Goethe. (Fonte: e-mail de divulgação)

Eu acabei de assistir esse documentário e fiquei fascinada, principalmente em relação a reação dos adultos após essa experiência. Infelizmente, muitos adultos ainda não entendem o que é o brincar para a criança e como ele funciona.

Além da reação dos adultos, o que mais me chamou a atenção foi ver crianças com deficiência visual brincando. Sim, era um preconceito que eu tinha. Acho que eu nunca parei pra pensar na brincadeira da criança com algum tipo de deficiência. Graças a esse documentário, eu mudei minha visão em relação a isso.

Você encontra o documentário Miradas na plataforma Videocamp em três versões:

Anúncios

EyeFy – Leitura de textos para pessoas com dificuldade visual

O EyeFy é um aplicativo desenvolvido no brasil, que tem como objetivo auxiliar a vida de pessoas com algum problema de visão. Utilizando técnicas avançadas de inteligência artificial e aprendizado de máquina para reconhecer textos e efetuar a leitura deles em voz alta, permite maior autonomia não só para pessoas com problemas de visão, como também para aquelas não alfabetizadas.

De acordo com Jonathan Santos, criador do aplicativo, a principal motivação para o desenvolvimento do app foi a chegada ao Brasil de um sistema que, a partir de uma câmera acoplada na armação do óculos, faz a leitura de textos e identificação de objetos para pessoas cegas ou com baixa visão. O problema é o preço: ao pesquisar sobre, Santos descobriu que o sistema custava R$ 19 mil para ser instalado. Isso fez com que Jonathan criasse um aplicativo que atua de forma parecida a esse sistema, mas de forma mais inclusiva. Por isso, Jonathan garante que o EyeFy será para sempre um aplicativo gratuito, sem propagandas, e que não necessita de uma conexão com a internet para funcionar.

O funcionamento dele é bem simples: ao executar o programa, o app acessará a câmera do celular e então é só apontar a lente para o texto desejado, segurando o dedo sobre a tela por alguns segundos. Ao soltar o dedo, o aplicativo reconhecerá o texto no quadro e o lerá em voz alta. O EyeFy já está disponível para download na Play Store.

Fonte: Canaltech

Vooozer: a sua voz na internet

Como o título da postagem já diz, o Vooozer é a sua voz na internet. Ok, dá para explicar melhor? Vamos lá! O Vooozer é uma plataforma voltada para blogs, onde você pode transformar suas postagens escritas em áudio.

Como funciona?

1. BLOGS E SITES: se cadastram no Vooozer e passam a ter acesso à nossa plataforma de áudio, gravador online e player de forma gratuita.

2. A NARRAÇÃO: é feita seja pelo próprio autor, alguém de sua equipe ou um narrador do nosso marketplace integrado.

3. O PLAYER: com a narração é publicado junto ao texto, através de uma linha de Código de Incorporação, o bom e velho embed.

4. SEU PÚBLICO: passa a poder ouvir seu conteúdo diretamente pelo seu site e você acompanha indicadores de consumo pela plataforma.

Nem testei ainda, mas adorei a ideia do Vooozer. Acho importante dar alternativas para que as pessoas possam adiquirir informação. Aí você deve estar pensando: não tenho blog, quero algo que me ajude em sala de aula.

Olha então que ótima oportunidade para você montar um blog e começar a oferecer os conteúdos narrados para seus alunos? Ou então, pedir para que um aluno por semana por exemplo, faça a narração de um dos conteúdos? E melhor ainda, vai poder proporcionar informação para pessoas com deficiência visual. Gente, as possibilidades são as mais variadas. Vamos usar a imaginação!

Aí, você tem mais um pensamento do tipo: não quero ter trabalho de criar um blog e ainda ter que narrar todo o conteúdo ou pedir para alguém fazer isso. Tudo bem. Então, dê uma olhada na página Vooozer Play, que traz um índice com os melhores artigos da internet com versão em áudio disponibilizados pela plataforma do Vooozer.

Coloque as mãos na massa e depois comente como foi sua experiência.