Miradas – Observação do brincar livre

Eu estava aqui pensando em algo como uma indicação para o final de semana (se você não está lendo na sexta feira, já deixa essa dica anotada para o próximo). Foi aí que me lembre de um e-mail falando sobre o documentário Miradas.

O que o brincar livre e espontâneo das crianças nos revela? Como observá-lo de forma viva? 

Motivado por essas perguntas, o Território do Brincar convidou oito pesquisadores – Beatriz Olival, Elisa Hornett, Gabriel Limaverde, Lia Mattos, Reinaldo Nascimento, Renata Meirelles, Sandra Eckschmidt e Soraia Chung Saura – que durante um ano realizaram um trabalho de observação do brincar livre de crianças em diferentes contextos. Parte do resultado desse processo é o filme Miradas.

O documentário registra como foi o processo de cada pesquisador ao adentrar nos gestos, narrativas e paisagens do brincar por meio da fenomenologia de Goethe. (Fonte: e-mail de divulgação)

Eu acabei de assistir esse documentário e fiquei fascinada, principalmente em relação a reação dos adultos após essa experiência. Infelizmente, muitos adultos ainda não entendem o que é o brincar para a criança e como ele funciona.

Além da reação dos adultos, o que mais me chamou a atenção foi ver crianças com deficiência visual brincando. Sim, era um preconceito que eu tinha. Acho que eu nunca parei pra pensar na brincadeira da criança com algum tipo de deficiência. Graças a esse documentário, eu mudei minha visão em relação a isso.

Você encontra o documentário Miradas na plataforma Videocamp em três versões:

Anúncios

Inventeca: app que incentiva narração oral por crianças agora oferece assinaturas

Vocês se lembram que em agosto eu fiz uma postagem aqui no blog sobre o app Inventeca?  Eu confesso que foi amor à primeira vista quando conheci esse app. Ele mostra que é possível sim utilizar tecnologia para potencializar o aprendizado, mesmo com crianças que ainda não foram alfabetizadas. Ele dá voz e solta a imaginação dessas crianças. Pois bem, trago novidades e vamos a elas porque eu já falei de mais!

Esse app, que coleciona elogios de crianças e famílias e prêmios desde o seu lançamento, no último semestre, recebe agora atualização com novas histórias e um plano para assinantes. Samira Almeida, CEO da empresa diz:


“Muita gente pediu novas histórias na plataforma e por isso fizemos essa versão nova, mais organizada, bonita e prática para os adultos, e com novas histórias todos os meses”.

Samira ainda explica que sempre haverá a camada gratuita do app para quem quiser experimentar, mas espera que os usuários percebam o valor da experiência e desejem se tornar assinantes. Durante dezembro, o usuário que fizer seu cadastro no Inventeca (ainda na camada gratuita
do app), terá acesso a uma nova história gratuitamente. Os assinantes receberão acesso imediato a todas as histórias e poderão gravar até vinte narrações. A cada mês novas narrativas ilustradas serão acrescentadas, além de outras funcionalidades desenvolvidas ao longo do próximo ano. Fernando Tangi, CIO da StoryMax, explica que a mudança é quase invisível para os usuários, mas transforma a estrutura do app:

“Com a atualização, garantimos que nenhuma narração se perca, pois agora elas ficam salvas com segurança e privacidade na nuvem e podem ser resgatadas a qualquer momento pelo assinante”.

Daqui pra frente, de acordo com ele, é possível construir novas funcionalidades, como compartilhamento, criação de perfis com preferências e acompanhamento da interação e do desenvolvimento.

Inovação e qualidade

Reconhecida pela inovação e qualidade dos onze apps já publicados – pelos quais já recebeu dois Prêmios Jabuti, dois Reading Digital Fiction UK, três ComKids Interativos (Nacional e Prix Jeunesse Iberoamericano) e um Selo Distinção da Cátedra Unesco de Leitura PUC-Rio – a StoryMax espera criar, com o Inventeca, um ciclo de sustentabilidade.

“Nosso objetivo é oferecer lazer e aprendizado de qualidade para as crianças, reunir as famílias em torno de uma atividade que as aproxima da leitura; mostrar que a criança deve ser protagonista e não apenas consumidora de conteúdo. Com isso, na outra ponta, esperamos criar oportunidades para ilustradores, roteiristas e editoras”, explica Samira.

Como acontece em todos os apps da StoryMax, Inventeca é livre de publicidade e o uso de cada criança é seguro e privado. A assinatura custa R$ 15,00 no Brasil e assinantes que se cadastraram anteriormente no app receberão, além de uma história gratuita, uma oferta de desconto. O Inventeca está disponível para Android e IOS

Inventeca – Crianças contando suas próprias histórias

Sabe aquele aplicativo que você abre e já fica logo apaixonada de tão fofo que é? O Inventeca não é só fofo, ele proporciona as crianças que ainda não sabem escrever, criarem suas história de forma oral. Atualmente, o aplicativo oferece duas história contadas somente por imagens. A criança escolhe qual das duas histórias vai narrar e aí, é só clicar no botão para gravar e começar a narrar a história. Ao terminar, a criança, com a ajuda de outra criança que saiba escrever ou de um adulto, informa o nome da história e o autor e salva no aplicativo. As história podem ser compartilhadas. O aplicativo oferece um botão de cadastro, o que libera o recebimento de novas histórias.

Eu achei a ideia sensacional. A criança vai desenvolver a oralidade e a imaginação. É sempre bom lembrar que não é aconselhável o uso de dispositivos eletrônicos por crianças com menos de 2 anos. A exposição a dispositivos eletrônicos não deve ser feita por muito tempo e sempre acompanhada por um responsável.