Currículo de Referência em Tecnologia e Educação – CIEB

Como inserir as tecnologias como ferramente educacional em sua escola? Esse ainda é um grande questionamento para muitos professores e escolas. Não há um currículo oficial, mas há vários currículos que podem servir como referência.

A Secretaria Municipal de Educação da cidade de São Paulo, disponibilizou no inicio do ano o Currículo da Cidade – Tecnologias para Aprendizagem, indicando quais habilidades podem ser trabalhadas no Ensino Fundamental. Gostei muito de material, que tem me servido como norteador no planejamento do uso de tecnologias na escola.

No início de Outubro, o CIEB lançou o Currículo de Referência em Tecnologia e Educação, desde a Educação Infantil e todo o Ensino Fundamental. O uso de tecnologias na Educação Infantil ainda é um assunto um pouco polêmico. Eu particularmente sou à favor, desde que feito com cautela e utilizando bons materiais de referência como esse disponibilizado pelo CIEB.

Gostei bastante do currículo disponibilizado pelo CIEB, não só pela apresentação que facilita muito encontrar o que precisamos, mas também pela qualidade do conteúdo. Tenho acompanhado o trabalho do CIEB desde o ano passado, o que tem me ajudado muito a refletir sobre meu trabalho.

Pretendo estudar mais profundamente esse material, mesclando ele com outros materiais, adequando sempre a forma de trabalho dos professores e da escola. Acredito que futuramente, seria interessante termos um currículo único, que fosse utilizado por todas as escolas. Mas, no momento, acho que ainda é sedo para isso. Ainda há muito o que estudarmos e refletirmos sobre o uso de tecnologias na edudação. E você, o que pensa sobre esse assunto?

Anúncios

Encontros sobre educação e aprendizagem criativa

Aprendizagem criativa, mão na massa, impressora 3D, programação, prototipação e cortadora a laser. Você já deve ter ouvido falar sobre algum desses assuntos sendo utilizados na educação. Mas, você conhece bem esses assuntos? Já utiliza na sua escola?

Se você respondeu não as perguntas anteriores (ou mesmo que tenha respondido sim), a Casa de Makers oferecerá nos dias 
30/10/18, 06/11/18, 13/11/18, 27/11/18 e 04/12/18 cursos sobre aprendizagem criativa totalmente gratuitos. Uma ótima oportunidade para você que está louco para dar um up nas suas aulas mas não sabe como. Basta clicar aqui e preencher o formulário para realizar a sua inscrição.

Não vai estar disponível em todas essas datas? Não tem problema. No formulário você poderá informar se não poderá participar em algum desses dias.

Ebook – Storytelling na Educação

Você sabe o que é Storytelling? Não? Então vamos lá:

Storytelling é uma palavra em inglês, que está relacionada com uma narrativa e significa a capacidade de contar histórias relevantes. Em inglês a expressão “tell a story” significa “contar uma história” e storyteller é um contador de histórias.

Consiste em um método que utiliza palavras ou recursos audiovisuais para transmitir uma história. Esta história pode ser contada de improviso ou pode ser uma história polida e trabalhada. Também é muito usado no contexto da aprendizagem, sendo uma importante forma de transmissão de elementos culturais como regras e valores éticos.

Fonte: Significados.com

Essa técnica vem sendo muito utilizada pelos professores, utilizando-se principalmente de recursos tecnológicos para potencializar a técnica. Confesso que conheço pouco mas tenho muita curiosidade sobre o assunto. Pensando em pessoas como eu, o SEBRAE está disponibilizando o ebook Storytelling na Educação. É um material com 11 páginas, bem objetivo mas muito significativo. Depois de lê-lo, a internet não tem limite para quem quiser se aprofundar no assunto.

E você, já conhece essa técnica? Já utilizou em sala de aula? Compartilha com a gente a sua experiência.

Como criar uma nuvem de palavras no Google Docs

Nuvem de palavras (word cloud) é um gráfico digital que mostra o grau de frequência das palavras em um texto. Quanto mais a palavra é utilizada, mais chamativa é a representação dessa palavra no gráfico. As palavras aparecem em fontes de vários tamanhos e em diferentes cores, indicando o que é mais relevante e o que é menos relevante no contexto. Esse recurso pode ser utilizado em atividades de interpretação e produção de textos.” Fonte: ARede educa

Nuvens de palavras é algo que me chama muita atenção. Em sala de aula, pode ser utilizada para:

  • Ampliação do vocabulário, trabalhando com sinônimos e antônimos por exemplo;
  • Levantamento de conceitos sobre um assunto específico;
  • Eleição de palavras que devem ser utilizadas em uma produção de texto;
  • Apresentação pessoal, onde os alunos contribuiam uns na apresentação dos outros;
  • Como forma de anotação coletiva de uma aula.

Criando uma nuvem de palavras no Google Docs

Primeiro, você precisará instalar o complemento Word Cloud Generator. Abra o Google Docs e siga as imagens abaixo.

Instale o complemento

Digite “Word Cloud Generator” na caixa de busca. Depois, é só clicar em “+Grátis”.

Agora, você deverá informar com qual conta Google deseja logar e conceder as permissões necessárias para que o complemento funcione.

Agora, basta abrir o complemento.

E pronto! Sua nuvem de palavras está criada. Eu utilizei um texto pronto, mas você pode ir criando a nuvem em tempo real com os alunos. Basta utilizar o botão “Refresh” para atualizar a nuvem.

E aí o que achou? Compartilha com a gente sua nuvem de palavras e como foi essa experiência em sala de aula.