Professor, recarregue suas energias!

Você que é professor ou que de alguma forma trabalha com educação, sabe que dificilmente conseguimos nos desligar do trabalho. Podemos não estar dentro da escola, mas ela está dentro de nós o tempo todo.

Estamos sempre lendo um livro, artigo ou noticia sobre o assunto, procurando cursos, workshop ou palestras, desbravando as redes sociais em busca de novidades. Nossa cabeça está o tempo todo ligada no assunto educação. Isso é bom? Depende, tudo em excesso é prejudicial. Precisamos também ter momentos para se desligar e relaxar um pouco.

Pensando nisso, a equipe sensacional da Fundação Lemann criou o Guia Tchau, 1º Semestre, com várias dicas para você relaxar e cuidar um pouquinho de si mesmo.

Você encontra no Guia:

  • Hora do balanço
  • Pausa para desconectar
  • Playlist para relaxar
  • Dicas para curtir a folga

Eu já estou ansiosa para colocar todas essas dicas em prática! E você, quais são suas dicas para relaxar? Compartilha com a gente nos comentários.

Anúncios

Experiências avaliativas de tecnologias digitais na educação

Esta publicação reúne artigos sobre as experiências apresentadas, e o presente texto procura realizar uma síntese – ciente de que toda síntese é restrita – sobre aspectos de atenção no curso de avaliações de projetos que almejam transformações educativas por meio de tecnologias digitais. O contorno dessas análises está circunscrito à relação de iniciativas digitais e escolas, escapando à dimensão complexa da coisa pública e das dinâmicas exigentes para a instalação de inovações em toda uma rede de educação, o que inclui os pontos aqui tratados, mas engloba outros que não couberam nos debates do painel.

A presente síntese está estruturada em três categorias, relacionadas com a avaliação do uso de tecnologias digitais em escolas públicas: a) sobre as condições de apropriação da tecnologia pela escola; b) sobre os campos de resultados reconhecidos de ações digitais em unidades escolares e que orientam os focos avaliativos; e c) sobre abordagens e métodos que definem procedimentos e operações da avaliação.

Para ter acesso a publicação, clique aqui.

Fonte: http://www.unesco.org.br

Encontros sobre educação e aprendizagem criativa

Aprendizagem criativa, mão na massa, impressora 3D, programação, prototipação e cortadora a laser. Você já deve ter ouvido falar sobre algum desses assuntos sendo utilizados na educação. Mas, você conhece bem esses assuntos? Já utiliza na sua escola?

Se você respondeu não as perguntas anteriores (ou mesmo que tenha respondido sim), a Casa de Makers oferecerá nos dias 
30/10/18, 06/11/18, 13/11/18, 27/11/18 e 04/12/18 cursos sobre aprendizagem criativa totalmente gratuitos. Uma ótima oportunidade para você que está louco para dar um up nas suas aulas mas não sabe como. Basta clicar aqui e preencher o formulário para realizar a sua inscrição.

Não vai estar disponível em todas essas datas? Não tem problema. No formulário você poderá informar se não poderá participar em algum desses dias.

Ebook – Storytelling na Educação

Você sabe o que é Storytelling? Não? Então vamos lá:

Storytelling é uma palavra em inglês, que está relacionada com uma narrativa e significa a capacidade de contar histórias relevantes. Em inglês a expressão “tell a story” significa “contar uma história” e storyteller é um contador de histórias.

Consiste em um método que utiliza palavras ou recursos audiovisuais para transmitir uma história. Esta história pode ser contada de improviso ou pode ser uma história polida e trabalhada. Também é muito usado no contexto da aprendizagem, sendo uma importante forma de transmissão de elementos culturais como regras e valores éticos.

Fonte: Significados.com

Essa técnica vem sendo muito utilizada pelos professores, utilizando-se principalmente de recursos tecnológicos para potencializar a técnica. Confesso que conheço pouco mas tenho muita curiosidade sobre o assunto. Pensando em pessoas como eu, o SEBRAE está disponibilizando o ebook Storytelling na Educação. É um material com 11 páginas, bem objetivo mas muito significativo. Depois de lê-lo, a internet não tem limite para quem quiser se aprofundar no assunto.

E você, já conhece essa técnica? Já utilizou em sala de aula? Compartilha com a gente a sua experiência.