Qual o limite de uma selfie?

velórioNesse final de semana ao navegar pela internet, me deparei com um ensaio fotográfico feito pelo artista israelense Shahak Shapira. Esse artista reuniu fotos tiradas por turistas no Memorial do Holocausto em Berlim. O projeto de Yolocaust, uma mistura do acrônimo YOLO — de “you only live once” ou “você apenas vive uma vez”, mostra como as pessoas perderam o respeito pelo outro e que só se importam com uma bela pose.

Ao ver essas fotos, me lembrei de um fato muito parecido que aconteceu em 2014 no vel´ório do então candidato a presidência Eduardo Campos. Uma senhora para com um sorriso enorme em frente ao caixão e tirou uma linda selfie para mostrar através de suas redes sociais que ela estava presente no velório de uma pessoa famosa.

E o que está acontecendo naquele momento em que a selfie está sendo tirada? E o que aconteceu no passado naquele local? E o respeito? Será falta de conhecimento da nossa história e da história do outro? O que a escola tem feito sobre isso? O que as famílias tem feito sobre isso?

Enfim. Olhas essas fotos me fez refletir sobre muitas coisas. Sou apaixonada por redes sociais, adoro postar fotos de lugares onde vou, mas a partir de hoje vou pensar melhor sobre as fotos que tiro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s